Sep 11, 2009

MILAGRES EM TEMPO DE CRISE!

MILAGRES EM TEMPOS DE CRISE



Milagre é uma intervenção divina numa situação, alterando radicalmente o curso normal da mesma. Normalmente acontece mais em tempos de crise. É em meio as crises que Deus costuma manifestar seu imenso poder, ainda que muita gente não consiga acreditar.

Vamos para a história:


1-) O rei da Síria cercou Samaria e fechou todas as entradas e saídas da cidade, impossibilitando a entrada e saída de transportes de alimentos, levando a cidade a falência, elevando consideravelmente a inflação: "...uma cabeça de jumento por oitenta siclos e a quarta parte de esterco de pombas por cinco siclos" (II Rs.6:25).


A situação estava tão precária que o rei estava andando sobre os muros, uma mulher lhe bradou; acode, me ó rei, o rei disse o que foi mulher, ela lhe disse: Essa mulher que está do meu lado me disse: Dá cá o teu filho para que hoje o comamos e amanhã comemos o meu, então cozemos o meu, mas eu lhe dizendo da cá o teu filho para comer ela o escondeu, ouvindo o rei está palavra rasgou as suas vestes, e disse amanhã a estas hora a cabeça de Eliseu estará fora dos ombros.



2-) O rei de Israel não assumiu seu erro de estratégia em fortalecer a cidade e criar novos meios de provisão contra um possível cerco, antes, procurou um culpado pelo episódio: O profeta Eliseu.


· Este é o maior problema de muita gente, se recusa a assumir sua culpa, antes transfere para os outros a causa do seu fracasso: "De que se queixa o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados" (Lm.3:29).


3-) Eliseu ao ser interpelado pelo mensageiro do rei, marcou dia e hora para terminar a crise: "...assim diz o Senhor, amanhã, quase a este tempo, uma medida de farinha haverá por um siclo, e duas medidas de cevada por um siclo à porta de Samaria" (II Rs.7:1).




4-) A Dúvida do capitão: "Eis que ainda que o Senhor fizesse janelas no céu, poder-se-ia fazer isso?"


a) Para o capitão, Deus não iria atropelar o curso normal da situação, pois o trigo ou a cevada, são semeados, nascem, crescem e frutificam, levando algum tempo para esse processo. Para um incrédulo é sempre difícil crer numa intervenção sobrenatural de Deus. O milagre que Eliseu profetizou, seria quase que instantâneo: "amanhã". b) Para o capitão, se meios naturais seriam quase que impossíveis, quanto mais meios sobrenaturais: "...ainda que o Senhor fizesse janelas no céu...". Nunca questione a procedência do milagre, somente aceite.

5-) Deus usou quatro leprosos que estavam fora da cidade, pessoas a margem da sociedade, completamente alijadas do sistema.


· Não tinham convívio social: Viviam fora da cidade

· Não tinham convívio familiar: Viviam longe da família


· Não tinham convívio religioso: Não podiam freqüentar a sinagoga


· Eram excluídas do contexto: Tinham que gritar a uma distância de cem metros: "imundo, imundo...".


Contar a história:

6-) Essa foi uma intervenção sobrenatural de Deus, pois usou pessoas que estavam à margem da história, vivendo crises existenciais, sem nenhuma perspectiva de vida, para realizar o milagre da provisão. Para Deus isso é coisa simples, para nós uma surpresa, mas Ele gosta de nos surpreender.


a) Mandou uma baleia transportar Jonas, quando um navio ou mesmo uma carruagem seria o mais simples.


b) Mandou corvos e uma viúva sustentar Elias, quando o mais simples seria pessoas abastadas cuidar de seu profeta.


c) Usou Davi para assassinar Golias, quando o mais simples seria um bem dotado e treinado exército faze-lo

d) Preparou apenas trezentos homens para Gideão vencer os midianitas quando o mais simples seria uma aliança de vários exércitos. Deus sempre surpreende.


7-) Aqueles leprosos tornaram-se aos ouvidos dos sírios um poderosos exército em marcha, deflagrando uma fuga sem limites entre eles, levando-os a apoderarem-se dos despojos do inimigo.


8-) Os leprosos não foram egoístas, reconheceram que no tempo de Deus, não existe lugar para isso: "...se esperarmos até a luz da manhã, algum mal nos sobrevirá..."(II Rs 7:9c). A melhor coisa é estarmos dentro do tempo (kairós) de Deus.Conclusão: Meu caro irmão, não se desespere diante da situação caótica em que está sua vida, saiba que Deus pode hoje ainda transformar sua crise em um profundo milagre que vai torna-lo vitorioso. Apenas creia, não seja como o capitão do rei que morreu atropelado pelo próprio milagre. Se duvidares poderás morrer no meio da benção, vendo-a mas não usufruindo dela. Que Deus te abençõe.

Sep 10, 2009

OLHANDO PARA AS MARCAS DE JESUS

Tema: Olhando para as marcas de Jesus.

Isaías 45:22 / Hebreus 12:1-2.
Introdução: Desde agora, ninguém me inquiete; porque trago no meu corpo as marcas do Senhor Jesus. Gálatas 6:17

1- Olhando para o suor transformado em gotas de sangue. Lc 22:39. Quando Jesus estava orando no getsêmani.

O sofrimento físico de Jesus começou no Getsêmani. Em Lucas diz: "E, estando em agonia, orava mais intensamente. E aconteceu que o seu suor se tornou como gotas de sangue caindo sobre a terra." (Lc 22:44) Todos os truques têm sido usados por escolas modernas para explicarem esta fase, aparentemente seguindo a impressão que isto não podia acontecer. No entanto, consegue-se muito consultando a literatura médica. Apesar de muito raro, o fenômeno de suor de sangue é bem documentado. Sujeito a um stress emocional, finos capilares nas glândulas sudoríparas podem se romper, misturando assim o sangue com o suor. Este processo poderia causar fraqueza e choque. Atenção médica é necessária para prevenir hipotermia.

Esta marca traz em nossas memórias a oração.

A- Seja qual for a situação a oração é a chave e é essencial. Mt 21:22 /

B- Sua necessidade é universal. Sl 65:2/ Is 56:7

C- Ordenada. ICr 16:11/ Mt 7:7; 26:41 Lc 18:1 Ef 6:18

D- Resposta prometida. Sl 91:15/ Is 58:9 Jo 15:7

 Olhando para os cravos nos pés e nas mãos de Jesus.

A crucificação começa: Simão é ordenado a colocar a barra no chão e Jesus é rapidamente jogado de costas, com seus ombros contra a madeira. O legionário procura a depressão entre os osso de seu pulso. Ele bate um pesado cravo de ferro quadrado que traspassa o pulso de Jesus, entrando na madeira. Rapidamente ele se move para o outro lado e repete a mesma ação, tomando o cuidado de não esticar os ombros demais, para possibilitar alguma flexão e movimento. A barra da cruz é então levantada e colocado em cima do poste, e sobre o topo é pregada a inscrição onde se lê: "Jesus de Nazaré, Rei dos Judeus".

O pé esquerdo agora é empurrado para trás contra o pé direito, e com ambos os pés estendidos, dedos dos pés para baixo, um cravo é batido atraves deles, deixando os joelhos dobrados moderadamente. A vítima agora é crucificada. Enquanto ele cai para baixo aos poucos, com mais peso nos cravos nos pulsos a dor insuportável corre pelos dedos e para cima dos braços para explodir no cérebro – os cravos nos pulsos estão pondo pressão nos nervos medianos. Quando ele se empurra para cima para evitar este tormento de alongamento, ele coloca seu peso inteiro no cravo que passa pelos pés. Novamente há a agonia queimando do cravo que rasga pelos nervos entre os ossos dos pés.

Neste ponto, outro fenômeno ocorre. Enquanto os braços se cansam, grandes ondas de cãibras percorrem seus músculos, causando intensa dor. Com estas cãibras, vem a dificuldade de empurrar-se para cima. Pendurado por seus braços, os músculos peitorais ficam paralisados, e o músculos intercostais incapazes de agir. O ar pode ser aspirado pelos pulmões, mas não pode ser expirado. Jesus luta para se levantar a fim de fazer uma respiração. Finalmente, dióxido de carbono é acumulado nos pulmões e no sangue, e as cãibras diminuem.

Estas marcas nos ensina o amor de Cristo por nós.
A- Tornou substituto do homem. Is 53:5/ Gl 3: 13/ Hb 2:9/ I Pe3:18

B- Levou o pecado de muitos. Is 53:12/ Hb 9:28/ IPe 2:24

C- Ofereceu-se como sacrifício. Jo 15:13/ Gl 1:4/ Tt 2:14 I Jo 3:16

3- Olhando para o lado de Jesus sendo traspassado Jo 19:34.

Saiu sangue e água.

Sangue- Salvação. Mt 26:28/ At 20:28 / Rm 5:9 /Hb 9:14/ IPe 1:18-19

Água significa regeneração, Jesus falou para Nicodemos que era necessário nascer da água e do Espirito . Jo 3:5.

Regeneração é:

a) O nascimento de novo Espírito. Ez 36:26

b) Ela procede de Deus. Jo 1:13

c) Produz nova criatura. II Co 5:17

d) É necessária a salvação. Tt 3:5
e) É obtida pela fé. I Jo 5:1

CONCLUSÃO: EM QUALQUER CIRCUNSTÂNCIA OLHE PARA JESUS, ELE NOS ENSINA A ORAR, MOSTRA-NOS O TEU AMOR E NOS OFERECE A SALVAÇÃO E A REGENERAÇÃO PELO TEU SANGUE.
Autor: Pstor Rodrigo Machado