RADIO TAJENOJE

Sep 22, 2010

O Espírito Santo na vida de Sansão e seus simbolismos

Jz 13. 24 Depois teve esta mulher um filho, a quem pôs o nome de Sansão; e o menino cresceu, e o Senhor o abençoou.
1. NASCEU – Símbolo da experiência do novo nascimento
2. CRESCEU – Aponta para a necessidade do crescimento, do desenvolvimento espiritual.
3. O SENHOR O ABENÇOOU – A benção de Deus, quando devidamente cultivada, conduz o cristão a um estágio de maturidade.
Jz 13.25 E o Espírito do Senhor começou a incitá-lo em Maané-Dã, entre Zorá e Estaol.
1. O ESPIRITO DO SENHOR – Embora muito distante de Sua plena atuação, reservada para a Dispensação da Graça,
o Espírito Santo se manifestava ocasionalmente sobre algumas vidas.
2. COMEÇOU – Existe um dia em que o Espírito começa a atuar decisivamente em nossas vidas. Não podemos desprezar essa singular ocasião.
3. A IMPELIR – O Espírito atuou como força motriz na vida de Sansão. Foi assim também na vida dos crentes da Igreja Primitiva. Deve continuar a ser até a vinda de Cristo.
4. PARA O CAMPO – Jesus disse que devemos levantar nossos olhos e contemplar os campos que estão brancos para a ceifa, Jo 4.35.
5. DE DÃ – Dã significa juiz. A obra do Calvário nos permitiu alcançar plena justificação, decreta pelo Pai, o Juiz de toda a terra.
Jz 14. 6 Então o Espírito do Senhor se apossou dele, de modo que ele, sem ter coisa alguma na mão, despedaçou o leão como se fosse um cabrito. E não disse nem a seu pai nem a sua mãe o que tinha feito.
1. O ESPIRITO DO SENHOR SE APOSSOU DELE – Quantas vezes quisemos nos apoderar do Espírito Santo! Sempre resultou vão qualquer esforço. Esperemos que Ele se aposse de nós.
2. SEM TER COISA ALGUMA NA MÃO – evitemos superestimar aquilo que temos ou que somos, permitindo que toda a glória de nossa sucesso seja permanentemente atribuída ao Senhor.
3. DESPEDAÇOU O LEÃO COMO SE FOSSE UM CABRITO – Quando atuamos com nossas próprias forças, cada cabrito que enfrentamos parece um leão. Quando trabalhamos na força do Espírito, o leão não passa de um cabrito.
4. NÃO DISSE NEM A SEU PAI NEM A SUA MAE…– Salomão declarou que “a glória de Deus é encobrir o negócio”. Bem-aventurados aqueles que não tocam trombetas em torno de suas próprias realizações. “Louvem-te os lábios estranhos e não o teu próprio”.
Jz 14. 19 Então o Espírito do Senhor se apossou dele, de modo que desceu a Asquelom, matou trinta dos seus homens e, tomando as suas vestes, deu-as aos que declararam o enigma; e, ardendo em ira, subiu à casa de seu pai.
1. SE APOSSOU DELE – aqui temos a simbologia da renovação, quando a operação de Deus em nossa vida volta a acontecer “como no princípio”.
2. DE MODO QUE DESCEU A ASQUELOM – Devemos subir para nos encontrarmos com o Senhor e em seguida devemos descer, a fim de lutar contra o nosso inimigo.
3. MATOU TRINTA DE SEUS HOMENS – Precisamos aprender a partir de números modestos. Temos que subir a escada de Jacó. Temos que praticar bem, para que se agigantem nossas vitórias.
Jz 15. 14 Quando ele chegou a Leí, os filisteus lhe saíram ao encontro, jubilando. Então o [Espírito] do Senhor se apossou dele, e as cordas que lhe ligavam os braços se tornaram como fios de linho que estão queimados do fogo, e as suas amarraduras se desfizeram das suas mãos.
1. QUANDO CHEGOU A LEÍ OS FILISTEUS SAIRAM AO SEU ENCONTRO JUBILANDO . Constitui grave perigo desejar o aplauso do mundo. “Aqueles que querem viver piamente em Cristo padecerão perseguições.”. Um dia Deus permite que os inimigos zombem de nós, mas no dia seguinte Deus mesmo se rirá deles, através de nossa vitória.
2. O ESPIRITO SE APOSSOU DELE – Permita que a unção e a virtude do Espírito sejam normais em sua vida!
3. AS CORDAS QUE O ATAVAM FORAM ROMPIDAS – Deus aumente a nossa, a fim de crermos com confiança que TODAS as cordas que nos amarram (tristeza, ressentimento, displicência, desmotivação, etc., sejam totalmente rompidas.
4. AS AMARRADURAS FORAM DESFEITAS – Os homens de Leí planejaram a destruição de Sansão, mas ela não aconteceu porque o Espírito Santo esteve sobre ele. Que o mesmo Espírito desfaça todas as nossas amarraduras, para a glória de Deus.
Pr Geziel Nunes Gomes