RADIO TAJENOJE

Oct 5, 2010

Jesus nossa justiça em meio as injustiças!


Quantas desigualdades encontramos hoje na sociedade, que paramos para analisar: e não sabemos até mesmo o pensarmos!

Olhamos para a política e vemos tantas corrupções!
Olhamos para o esporte e vemos tantas desigualdades, salários altíssimos!
Olhamos para o sistema que nos rodeia e vemos as injustiças tomando conta de nossa nação, enfim…
Mais a Justiça de Deus ultrapassa todas maldades cometidas pelo homem, pois a  justiça de Deus é vista na
Sua bondade. Examine a criação e você verá a bondade de Deus. Contemple o equilíbrio na posição dos planetas em relação ao sol, os animais predadores e as presas, a quantidade de terra seca em relação a água, etc. Tudo o que Deus fez na terra revela a sua bondade, a sua justiça.
Em meio ao caos que vivemos não devemos olhar para a maldade do Homem, mais sim para Jesus.
Mais se olharmos para Jesus como diz o escritor de Hebreus, Veremos a nossa justiça: Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. HB:12:2.
O homem não tem justiça própria pois está contaminado pelo pecado e não existe nada de bom nele (Rom 3:12). As suas ações mostram isto claramente (Rom 1:18,21; 3:10-18). O que o homem tem é a sua própria auto justiça. O homem faz boas ações porque ele as consideram boas e o homem que quer ser bom vive de acordo com os pensamentos de homens bons. Diante de homens bons o homem bom é aceito, mas diante de Deus, nenhum homem tem justiça/bondade alguma (Ecl. 7:20).
A justiça de Deus fez com que Cristo levasse as nossas transgressões e iniquidades, sofrendo o nosso castigo para que nós, os pecadores, pudéssemos ser sarados, salvos, lavados e justos diante dEle (Isa 53:4,5; II Cor 5:21).
Não tente fazer justiça com as próprias mãos, mais olhe para a bondade de Deus em Cristo Jesus, Ele é o melhor exemplo para termos uma vida melhor aqui na terra.

Que Deus vos abençoe em Cristo Jesus!

Autor: Evangelista Rodrigo Machado