RADIO TAJENOJE

Dec 6, 2012

Pr. Silas Malafaia e deputados enfrentam ‘CQC’ em Brasília; veja o vídeo



O programa “CQC” da Band realizou mais uma cobertura libertina. Desta vez, sobre a Audiência Pública promovida pela Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, que aconteceu na última terça-feira (27), para discutir o Projeto de Decreto Legislativo 234/2011 proposto pelo deputado João Campos (PSDB-GO). Apelidado de “projeto da cura gay”, o mesmo tenta sustar partes da Resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que falam sobre a relação do profissional de psicologia em prestar atendimento quanto à orientação sexual de seus pacientes.
A matéria tendenciosa foi ao ar na noite desta segunda-feira (3) e ignorou a total falta de respeito dos ativistas gays durante e depois da fala do pastor Silas Malafaiamatéria publicada em nosso portal.
Assista ao vídeo com a abordagem debochada do programa feita ao pastor Silas Malafaia e aos deputados da ala evangélica em Brasília, e não deixe de registrar o seu posicionamento noVerdade Gospel.

Arqueólogos encontram estátua de faraó de mais de 3 mil anos no Egito


Arqueólogos encontram estátua de faraó de mais de 3 mil anos no Egito

A peça arqueológica tem altura de 1,25 metros e foi esculpida em rocha cinza durante o Império Novo

REDAÇÃO ÉPOCA COM AGÊNCIA EFE
A foto da foi fornecida pelo Ministério de Antiguidades egípcio (Foto: EFE)
Uma equipe de arqueólogos franceses descobriu na cidade de Luxor, no sul do Egito, uma estátua que representa um faraó do Império Novo, período entre os anos 1539 a.C e 1075 a.C. A peça arqueológica, que tem altura de 1,25 metros e está esculpida em rocha cinza, foi encontrada durante escavações no templo Montu.
Em comunicado, o ministro de Estado de Antiguidades do Egito, Mohammed Ibrahim, afirmou que a estátua representa um rei vestido com a tradicional saia faraônica, sendo que seus detalhes artísticos e o estilo da peça indicam que a peça foi esculpida no Império Novo, ou seja, há pelo menos 3 mil anos.
Após a descoberta, o responsável egípcio ordenou a transferência da antiguidade ao armazém de um museu para restaurá-la. Somente tronco e membros superiores foram encontrados, por isso, Ibrahim também pediu que a equipe continuasse as escavações no templo, na tentativa de descobrir a cabeça e extremidades inferiores da estátua.
O santuário de culto a Montu começou a ser construído no Império Médio (1975-1640 a.C.) e foi ampliado durante as consecutivas dinastias faraônicas até a época grega (332-30 a.C).