Feb 19, 2013

NÓS FOMOS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ


Folheto do CPR - www.cpr.org.br
NÓS FOMOS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ

“Entrei para a organização religiosa das TJs com quase 11 anos de idade. Mas, durante os 10 anos em que fui T J foram roubados meu amor, alegria, liberdade, família, sonhos e esperanças, carreira e formação.”

página 2

TESTEMUNHO DE WASHINGTON MIGUEL, MEMBRO DA PRIMEIRA IGREJA BATISTA DA FUNDAÇÃO, RIO DE JANEIRO (RJ)

Cresci num lar de Testemunhas de Jeová. Aos 15 anos fui batizado e aos 22 já era ancião de congregação (cargo máximo nos  salões do reino). Com 35 anos de idade pedi meu afastamento devido a várias desilusões que sofri como Testemunhas de Jeová. Por que saí de lá?
Percebi que o amor pregado, na verdade não era praticado. Dou um exemplo: Constantemente eu hospedava em casa alguns superintendentes de circuito (missionários viajantes) que davam tempo integral e exclusivo àquela seita. Seu trabalho era fiscalizar regularmente as congregações (salões do reino). Muitas vezes eles dormiam e se alimentavam em condições precárias, prejudicando-lhes a saúde.
O que me deixava estarrecido e revoltado é que eles eram representantes de uma organização religiosa arquimilionária e estavam passando necessidades. Eu e a minha congregação, movidos de compaixão, ao sabermos do descaso dos líderes dessa seita, éramos forçados a suprir algumas necessidades deles, como: pagamento do INSS na base de 1 salário mínimo, roupas, remédios, exames de saúde, etc.
Outra desilusão foi que eu mesmo me vi trabalhando de graça, não para promover as bênçãos do Reino de Deus, mas, sim, para aumentar os lucros de uma das maiores (talvez a maior) editoras do mundo. Angustiava-me saber que sequer um centavo daquela fortuna era aplicado em serviço social, como hospitais, creches, colégios, etc.
Saí de lá desiludido. Mas posso afirmar que durante os anos em que fui TJ convivi com pessoas humildes e simples que, enganadas, ainda acreditam que estão na religião verdadeira. Manipuladas pelos líderes, falam de Cristo sem, contudo, poderem se beneficiar do sacrifício expiatório de Jesus Cristo na cruz.
Você já parou para pensar no que pode ser feito para ajudar a libertar as TJs dessa escravidão?

Washington Miguel Felix da Silva