Jul 6, 2015

O poder da vontade e a sua aplicação em levar almas a Cristo


Texto: Malaquias 3:16; Marcos 2:1-12

I – Análise do paralítico.

1. Quem era ele? – Não se sabe.
2. Certamente estaria paralisado havia muito tempo e teria gasto seu dinheiro à procura de alívio.
3. Ouve falar de Jesus, quer ir ter com Ele, mas não pode.
4. Alguns amigos generosos se oferecem a levá-lo.
5. As dificuldades que teriam surgido.
a) Menosprezo, críticas da parte do povo.
b) A multidão não lhes abre o caminho.
c) Admoesta a voltarem com o doente.
d) Não conseguindo caminho, fazem-no pelo telhado, o que mostra muita resignação e persistência.
6. O resultado – o homem curado.

II – Há paralíticos espirituais.

1. Homens há que querem ir ter com Jesus, mas sentem-se paralisados devido ao pecado, idolatria, indiferentismo, vícios etc.
2. Devemos encaminhá-los a Jesus. – Malaquias 3:16.
3. Provavelmente encontraremos as mesmas dificuldades encontradas por aqueles quatro.
a) Críticas, zombarias, escárnios.
b) Perseguições, indiferentismo e inimizades.

III – Como levar almas a Cristo Jesus.

1. Pela pregação do Evangelho.
2. Pela oração e leitura da Bíblia.
3. Pela boa conversa e comportamento social.
4. Pela distribuição de folhetos evangélicos.
5. Pela insistência em convidar nossos vizinhos a assistirem às reuniões.
6. Pelo visitar os interessados, auxiliando assim o pastor.
a) Na Igreja de Deus há trabalho para cada membro sincero. - II Coríntios 12:9.
b) Deus é que dá esse poder. – Deuteronômio 8:17, 18; Filipenses 4:13.
c) A religião de Cristo exige trabalho. – Lucas 19:13.
7. Deus nos recompensará segundo o trabalho. - I Coríntios 15:18; Hebreus 6:10; Salmo 50:5.