RADIO TAJENOJE

Nov 24, 2015

Usando o que Deus nos Deu






Tema: Disciplinas Cristãs
Texto: Mateus 25: 14-30
Introdução: Por favor, abra sua Bíblia em Mateus 25:14-30. Começamos esta série com as palavras de Jesus sobre a servidão e agora vamos concluir com seu ensinamento sobre a nossa responsabilidade de usar o que Ele nos deu.
Vamos definir o contexto. Esta parábola vem na seção do Evangelho de Mateus, onde Jesus está dando uma resposta à pergunta dos discípulos sobre a Sua segunda vinda em Mateus 24:3: “… Declara-nos quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?” Jesus adverte-os a estar em guarda para que ninguém os engane e ajuda-os a entender que uma vez que ele for; ele voltará. Ele desafia-os em Mateus 24:44 para estar preparados, porque o Filho do Homem virá numa hora em que Ele é menos esperado.

Lições da Vida de Adão e Eva

Texto: Gênesis 3:20
Assunto: Biografia
Título: Lições da Vida de Adão e Eva
Proposição: Neste estudo vamos observar algumas lições da vida de Adão e Eva. 1) Deus é nosso criador. 2) Os mandamentos de Deus são para o nosso benefício. 3) Satanás é nosso inimigo. 4) O pecado separa o homem de Deus.
Objetivos: Cada ouvinte deve ser capaz de aplicar essas lições da história de Adão e Eva em Gênesis 1-3.
Alvo: Avaliar os três primeiros capítulos da Bíblia especificamente como se aplica para o homem e para aprender a não repetir os erros que foram cometidos por Adão e Eva.
Introdução:
1. Leia: Gênesis 3:20
2. Sobre o Texto:
a. Adão e Eva foram os primeiros homem e mulher criados por Deus.
b. Eles viveram no Jardim do Éden, um paraíso criado para eles por Deus.
c. Deus criou Adão e Eva perfeito, mas com a possibilidade de escolher livremente.
d. Eles tinham tudo o que precisavam, até Satanás chegar e destruir tudo.
e. Eva foi tentada e violou a uma proibição que Deus lhes deu.
f. Como resultado, eles foram expulsos do Jardim do Éden.
3. Sobre nós.
a. A história de Adão e Eva é a nossa história também.
b. Quando nascemos, somos perfeitos.
c. Mas a influência de Satanás nos faz pecar.
d. As lições que aprendemos com Adão e Eva são lições que podem ser aplicadas diretamente para nossas vidas hoje.

I. Deus é nosso Criador

1. Deus criou Adão e Eva. Genesis 1:27
a. Ele criou Adão do pó da terra. Genesis 2:7
b. Eva ele criou a partir de uma costela de Adão. Genesis 2:21-22
c. Ele os colocou em uma habitação perfeita. Genesis 2:8-9
a) Deu-lhes abundância de alimentos para comer.
b) Ele lhes deu belos cenários.
d. Ele deu-lhes companheirismo pessoal. Genesis 2:18
e. Ele lhes deu a Sua própria comunhão. Genesis 3:8
2. Ser o nosso criador significa muito mais do que ser o nosso fabricante.
a. Deus não é um engenheiro, mas um artista.
b. Ele sustenta. Colossenses 1:17 “Ele é antes de todas as coisas, e nele subsistem todas as coisas”.
c. Ele prove. Atos 17:24-26 “O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; nem tampouco é servido por mãos humanas, como se necessitasse de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, a respiração e todas as coisas; e de um só fez todas as raças dos homens, para habitarem sobre toda a face da terra, determinando-lhes os tempos já dantes ordenados e os limites da sua habitação”
d. Ele nutre. Atos 14:17 “Contudo não deixou de dar testemunho de si mesmo, fazendo o bem, dando-vos chuvas do céu e estações frutíferas, enchendo-vos de mantimento, e de alegria os vossos corações”
3. Ele sabe o que é melhor para nós.
a. Ele sabe o que é bom para nós.
b. Ele sabe o que é ruim para nós.

II. Os mandamentos de Deus são para o nosso benefício

1. Deus deu alguns mandamentos para Adão e Eva.
a. Gênesis 2:15-17 “Tomou, pois, o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e guardar. Ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim podes comer livremente; mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dessa não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás”.
b. Eva sabia desse mandamento também. Gênesis 3:2-3 “Respondeu a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim podemos comer, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais”
c. A ordem de não comer da árvore não estava lá para machucar Adão e Eva ou para tirar algo deles de um espírito malicioso.
d. O mandamento estava lá para o benefício e proteção deles.
e. Enquanto eles foram obedientes a este mandamento, disfrutaram da comunhão de Deus.
2. A obediência aos mandamentos de Deus traz vida e comunhão.
a. João escreve a respeito dos mandamentos de Deus: “Porque este é o amor de Deus, que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são penosos” (1 João 5:3). Onerosos, incomodo, muito difícil de realizar.
b. A obediência aos mandamentos de Deus traz a salvação. Hebreus 5:8-9 “ainda que era Filho, aprendeu a obediência por meio daquilo que sofreu; e, tendo sido aperfeiçoado, veio a ser autor de eterna salvação para todos os que lhe obedecem”
c. Nossa obediência aos mandamentos de Deus nos permite desfrutar da comunhão de Deus também. 1 João 1:7 “mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus seu Filho nos purifica de todo pecado”
3. A desobediência aos mandamentos de Deus traz a morte e a separação.
a. A desobediência aos mandamentos de Deus traz fardos difíceis. A vida do filho pródigo ilustra isso. Lucas 15:16 “E ele desejava encher o estômago com as alfarrobas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava nada”
b. A desobediência leva alguém a perder sua alma para sempre. Hebreus 2:2-3a “Pois se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda transgressão e desobediência recebeu justa retribuição, como escaparemos nós, se descuidarmos de tão grande salvação?”
c. Aqueles que são desobedientes não desfrutam da comunhão de Deus, mas a ira de Deus. Efésios 5:6 “Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência”

III. Satanás é nosso inimigo

1. Satanás mente.
a. Deus disse: “tu certamente morrerás”.
b. Satanás disse: “tu não morrerás”.
c. Ele é o pai da mentira. “Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira” (João 8:44).
2. Ele pode parecer amigável.
a. 2 Coríntios 11:14 “E não é de admirar, porquanto o próprio Satanás se disfarça em anjo de luz”
b. Ele não foi até Eva como um inimigo, mas como um amigo, desejando que ela fosse sábia.
c. Ele não foi para tentar Jesus como um inimigo, mas como alguém que supostamente estava querendo o bem-estar de Jesus. (Comer pão, Anjos salvar, dá todos os reinos para você)
3. Ele pode até usar a verdade para seus próprios dispositivos.
a. Satanás citou as escrituras para Jesus em Mateus 4:6 “porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito; e: eles te susterão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra”. Salmo 91:11-12.
b. Ilustração veneno para ratos.
4. Esteja ciente que ele é nosso inimigo.
a. Ele é o nosso adversário / inimigo. 1 Pedro 5:8-9 “Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar; ao qual resisti firmes na fé, sabendo que os mesmos sofrimentos estão-se cumprindo entre os vossos irmãos no mundo”.
b. Devemos tomar toda a armadura de Deus e batalha contra ele. Efésios 6:11 “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais resistir às ciladas do diabo”
c. Temos que resistir a ele. Tiago 4:7 “Sujeitai-vos, pois, a Deus; mas resisti ao Diabo, e ele fugirá de vós”

IV. O pecado separa o homem de Deus

1. O resultado do pecado de Adão e Eva foi a separação de Deus.
2. O pecado não trazer nenhuma das coisas que Satanás diz que vai trazer.
a. O pecado não traz alegria duradoura. Hebreus 11:25 “escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus do que ter por algum tempo o gozo do pecado”
b. O pecado não traz sabedoria; é loucura.
a) Provérbios 14:9 “A culpa zomba dos insensatos; mas os retos têm o favor de Deus”.
b) Provérbios 24:9 “O desígnio do insensato é pecado; e abominável aos homens é o escarnecedor”
c. O pecado não traz honra, mas reprovação e vergonha. Provérbios 14:34 “assim sobrevirá a tua pobreza como um salteador, e a tua necessidade como um homem armado”
d. O pecado não traz o amor verdadeiro. 1 João 3:10 “Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do Diabo: quem não pratica a justiça não é de Deus, nem o que não ama a seu irmão”
3. O pecado traz a morte. Romanos 6:23 “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor”.
4. O pecado traz sofrimento. Salmo 32:10 “O ímpio tem muitas dores, mas aquele que confia no Senhor, a misericórdia o cerca”
5. O pecado indica que você é do diabo. “quem comete pecado é do Diabo; porque o Diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo” (1 João 3:8).
Conclusão:
1. Vamos aprender as lições de Adão e Eva.
a. Deus é nosso criador.
b. Os mandamentos de Deus são para o nosso benefício.
c. Satanás é nosso inimigo.
d. O pecado só leva a separação de Deus.
2. Convite
a. Se você é um cristão, mas se afastou…
a) Você ouviu as lições de Adão e Eva hoje?
b) Os mandamentos de Deus são para o seu benefício. Por que rejeitá-los neste momento.
c) Arrependa-se.
b. Se você não é um cristão, esta noite…
a) Você está separado de Deus.
b) Você precisa se reconciliar com ele hoje.
c) Preste atenção o plano que ele tem para a salvação do homem hoje!
1) Ouça a palavra; Romanos 10:17 “A fé vem pelo ouvir. . . ”
2) Creia de todo o coração; Hebreus 11:6 “Porque sem fé é impossível…”
3) Se arrependa dos seus pecados (Atos 17:30).
4) Confesse Jesus como o Filho de Deus (Mateus 16:16).
5) Seja batizado para a remissão de seus pecados (Marcos 16:15-16).
Pr. Aldenir Araújo

Como Vencer O Desânimo Espiritual

 Como Vencer O Desânimo Esp









            Como Vencer O Desânimo Espiritual | Esboço de Sermão – Pregações e Estudos Biblicos
        Texto: João 16:33


Introdução: Você sabia que existe uma praga que varre o país hoje?Não é a dengue, o câncer, ou mesmo a febre chikungunya. Este surto, no entanto, pode ser tão mortal como a doença mais temida conhecida pelo homem; é chamado a epidemia do desânimo.Pelo menos três coisas tornam o desanimo um problema tão potente. É universal. Nenhum de nós está imune ao desânimo. Todo mundo que você conhece já estiveram desanimados em um momento ou outro. É recorrente. Desanimar uma vez não lhe dá uma imunidade à doença. Você pode ser desencorajado uma e outra vez. Na verdade, você pode até mesmo ser desencorajado pelo fato de que você está muito desanimado. É altamente contagioso. O desânimo se espalha inclusive por contato casual. As pessoas podem ficar desanimadas porque você está desanimado. Você pode ficar desanimado inclusive porque outras pessoas estão desanimadas. 
Sem dúvida o desânimo é uma arma muito poderosa que o diabo tem usado para fazer com que muitos de nossos irmãos queridos vivam uma vida sem propósitos e sem esperança de viver realizados como pessoas e como cristãos.
Permita-me compartilhar com vocês o que uma palavra, atitude ou ação de desânimo produz sobre as pessoas.
O desânimo… Impede-nos de ser o que Deus tem planejado para nós Esconde as belezas da vida de nossas vidas. Asfixia, afoga nossas ambições que tenhamos para com nosso Deus. Mistura-nos as multidões de perdedores e fracassados. Apaga nossa luz que deve brilhar claramente para nosso Deus. Identifica-nos com o fracasso. Faz com que as dúvidas controlem nossas ações. Atrofia nossas mentes para que ela não seja criativa. Paralisa nossa fé. Magnifica nossos problemas. Obstrui nossa influência positiva sobre outros. Força-nos a ser introvertidos. Escurece nossa visão. Destroça nossos sonhos. 
O desânimo é um terrível impedimento para viver com efetividade. É a ferramenta mais efetiva de Satanás, porque faz com que as pessoas desistam de seus sonhos e projetos e abandonem o principal.
Ainda que, é impossível viver em um ambiente totalmente separado do desânimo, há alguns passos positivos que podemos dar que nos ajudarão a ser vitoriosos enquanto o desânimo nos rodeia.
Vejamos como vencer o desânimo espiritual.I. Traga a sua memória todos os triunfos e conquistas do passado.
A. Na maioria das vezes quando estamos desanimados, nos esquecemos das vitórias passadas.B. O desânimo tem a tendência de nos fazer afundar na imundícia do pensamento negativo ao ponto de pensarmos que somos um fracasso.C. Falamos para nós mesmos: “Não sou bom” ou “Sempre estou cometendo erros” ou “Porque não consigo fazer nada correto?”.D. Pare de viver no negativismo, permita que a luz da vitória brilhe no calabouço do seu desânimo.II. Elimine todas as influências negativas da sua vida.
A. Talvez você tenha amigos como os amigos de Jó.B. Que ao invés de ajudá-lo te atrapalha.C. Pegue um pedaço de papel e faça uma lista de seus amigos, e escreva suas características. Seus amigos são positivos ou negativos? Ajudam-te a levantar ou te colocam para baixo? Possuem atitudes de inveja, ciúmes, ira, amargura? Sobre o que eles gostam de falar?D. Se seus amigos estão lhe prejudicando é melhor encontrar outros ou caminhar a sós com Deus.E. Comece a ler boa literatura que edifique sua fé.F. Elimine qualquer coisa da sua vida que tende a mantê-lo desanimado.III. Lembre-se de todas as promessas que Deus tem lhe feito.
A. Permita-me compartilhar com você uma das muitas promessas de Deus. Isaias 43:1-3B. Deus tem sido fiel a você. Ele é fiel a você hoje. E Ele prometeu ser fiel a você no futuro. Lembre-se do Senhor. Lembre-se de suas promessas. Lembre-se de sua bondade. Lembre-se de seu poder. Nosso Deus é grande e impressionante! Lembre-se dele.IV. Conte todas as bênçãos de Deus para você, e reparta com outros.
A. Não tem nenhuma forma melhor de vencer o desânimo que compartilhar algo bom com alguém.B. Uma das maiores causas do desânimo é a autocompaixão.C. Quando começamos a esquecer de nós um pouco e ajudamos os outros, um espirito de utilidade e ânimo invade nossas vidas.
Conclusão: O que você vai decidir esta noite? Vai continuar permitindo o desânimo, ou vai seguir os princípios para vencer o desanimo? Siga estes passos e vença o desânimo em nome de Jesus.
Pr. Aldenir Araújo

Como enfrentar tempos de dificuldades financeiras





Texto: Provérbios 30:8-9


Introdução.

  • Quem nunca passou por dificuldades financeiras?
  • Ou quem sabe esteja passando nestes dias.
  • Algumas orientações:
01.Tenha calma. Salmo 37:5-25.
  • Confie em Deus. Busque-o em oração.
  • É um bom momento para colocar a fé à prova. Ver a fé “funcionando”.

A MORDOMIA DAS FINANÇAS (Parte I)





A MORDOMIA DAS FINANÇAS (Parte I) | Esboço de Sermão – Pregações e Estudos Biblicos
Texto Áureo Mateus 6:33
Segunda-feira – Isaías 55:2- Quinta-feira – Lucas 12:16-20
Terça-feira – Mateus 6:19-24 Sexta-feira – Salmos 133:1-3
Quarta-feira – Mateus 19:25-34 Sábado – Mateus 5:13-16
Introdução
O que é ser mordomo?

Lições De Amor Da Vida De Rute


Assunto: Amor
Título: Lições de amor da vida de Rute
Proposição: Vemos no amor de Rute 1) Dedicação, 2) Devoção, 3) Determinação.
Objetivos: Cada um deve ser capaz de contar a história de Rute e entender o que significa ser dedicado, devotado e determinado.
Alvo:Exemplificar o conceito de amor em ação.
Introdução:
1.       Leia: Rute 1:15-18
2.       Sobre o Texto:
a.       O livro de Rute começa com a história de Elimeleque, Noemi e seus filhos que deixam Belém e vão para Moabe em busca de alimento.
b.      Enquanto estava lá, os filhos se casaram e Noemi ganha duas noras, Rute e Orfa.
c.       Nós não sabemos quantos anos Rute tinha, mas sabemos que as mulheres se casavam jovem naquela época (início da adolescência).
d.      Dentro de um período de cerca de 10 anos que eles permaneceram lá, Noemi perdeu o marido e os filhos para a morte.
e.      Quando Noemi descobre que Israel tem pão novamente, ela volta para Belém.
f.        Noemi suplica as suas noras para voltar ao seu povo, mas Rute não aceita.
g.       Rute provavelmente tinha seus vinte anos quando o marido morreu e ela tomou essa decisão de ficar com Noemi.
3.       O livro de Rute é uma história de amor.
a.       É a história de uma jovem mulher que desistiu de seu povo, da religião e da própria vida para cuidar de outra.
b.      Por sua vez, ela que terminou sendo cuidada.
c.       O nome Rute significa amizade.
Vemos no amor de Rute…

I. Lições De Rute – Dedicação

1.       Rute dedicou-se a Noemi – Leia Rute 1:6-18
a.       Ela fez uma escolha.
1)     Orfa voltou para o seu povo.
2)     Rute escolheu ir com Noemi.
b.      Ela não procurou ganho pessoal em sua escolha.
1)     Noemi não tinha mais filhos para que ela se casasse.
2)     Rute sabia que ela estava voltando para Israel para morrer como uma viúva.
c.       Ela desistiu de seus próprios confortos pessoais para esta escolha.
1)     Ela abandonou os deuses do seu povo.
2)     Rute escolheu fazer do Deus de Noemi seu Deus.
2.       Será que o nosso amor demostra verdadeira dedicação hoje?
a.       Reconhecemos a escolha que temos feito de seguir a Deus?
1)     Lucas 9:62 – Só estamos em condições de seguir se tivermos renunciado tudo.
2)     Hebreus 10:38 – Deus não tem prazer naqueles que “volta”
3)     Rute fez uma escolha duradoura com consequências reais.
b.      Será que seguimos a Deus apenas com a perspectiva de buscar ganhos pessoais?
1)     Alguns seguem a Deus para fazer suas famílias felizes (Mãe, pai, marido, esposa, etc.)
2)     Alguns seguem a Deus porque a sociedade espera isso deles (os políticos, etc.)
3)     1 Timóteo 6:5 condena aqueles que pensam que a piedade é fonte de ganho pessoal.
4)     Rute não esperava em troca favores de Noemi.
c.       Será que estamos dispostos a renunciar nossos confortos pessoais, a fim de fazer a vontade de Deus?
1)     Muitos servem a Deus apenas de lábios, mas não fazem sacrifícios reais.
2)     Estes proclamam o amor de Deus até que seja conveniente para eles.
3)     Em vez disso, deve ter a atitude de Paulo: Filipenses 3:7-8
4)     Rute deixou essas coisas.
3.       O amor de Rute nos mostra a verdadeira dedicação.

II. Lições De Rute – Devoção

1.       Rute dedicou-se a Noemi – Leia Rute 2:11-12
a.       Ela trabalhou para alimentar Noemi.
1)     Ela foi para os campos, recolher o grão e limpa-lo.
2)     O texto diz que ela voltou para casa com uma efa de cevada – 5 litros.
3)     Para uma pessoa conseguir esse tanto de “farinha” em um dia dá muito trabalho.
b.      Ela cuidou da impotente Noemi em sua idade.
1)     Não sabemos quantos anos Noemi tinha.
2)     Ela tinha idade suficiente para ter dois filhos adultos que foram casados por 10 anos.
3)     Ela tinha idade suficiente para precisar de apoio de outras pessoas.
c.       Ela estava até mesmo disposta a se casar com um estranho virtual para alcançar esse objetivo.
1)     Tal devoção demonstra grande confiança nos outros.
2)     Tal devoção demonstra verdadeira auto sacrifício.
2.       Será que o nosso amor demonstra verdadeira devoção hoje?
a.       Será que entendemos o valor do trabalho para aqueles que amamos?
1)     1 Timóteo 5:8 – pior que um infiel.
2)     Efésios 4:28 – de trabalho para dar aos necessitados.
b.      Não compreendemos nossa necessidade de cuidar dos indefesos?
1)     Tiago 1:27 – A religião pura.
2)     Mateus 25:33 – O salvo se importa com os desamparados.
c.       Estaríamos dispostos a sacrificar a nossa vida pelo nosso próximo?
1)     Ou seja, não morrer, mas renunciar a nossa vida para servir a outra pessoa?
2)     Mateus 16:24-26 – perder a sua vida.
3.       O amor de Rute nos mostra a verdadeira devoção.

III. Lições De Rute – Determinação

1.       Rute estava determinada…
a.       A ir com Noemi. Leia Rute 1:18
b.      Trabalhar para Noemi. Rute 2:2
1)     Esta era uma época hostil para as mulheres solteiras.
2)     Os homens muitas vezes se aproveitavam das mulheres na situação de Rute.
3)     Teria sido “compreensível” se ela não quisesse ir fazer o trabalho.
4)     Mas ela foi.
c.       A se casar com Boaz para apoiar Noemi – Rute 3:5
1)     A lei de Israel tinha uma provisão para o casamento se não havia nenhuma criança do sexo masculino na família.
2)     Era a lei do quase parente.
3)     Isso implicou casamento.
4)     Então Rute seguiu os costumes do dia para iniciar o namoro com Boaz nos termos desta lei.
5)     Quantas de vocês meninas deixaria sua mãe escolher o seu marido?
d.      Nada pode impedi-la dessas tarefas.
2.       Será que o nosso amor demonstra verdadeira determinação hoje?
a.       Será que estamos decididos a “ir” quando o Senhor nos diz para ir?
1)     Marcos 16:15-16 – ir por todo o mundo
2)     Lucas 14:21 – estradas e caminhos
b.      Será que “trabalhamos” quando o Senhor nos diz para trabalhar?
1)     João 9:4 – a noite vem
2)     Gálatas 6:10 – enquanto temos oportunidade
c.       Existe alguma coisa que pode nos impedir de fazer a vontade de Deus hoje?
1)     Nada externo, pode – Romanos 8:31
2)     Nós somos os únicos que podem nos parar.
3)     Como alguém disse: “Eu vi o inimigo e o inimigo somos nós”
3.       O amor de Rute mostrou verdadeira determinação.
Conclusão:
1.       O amor de Rute mostrou verdadeira…
a.       Dedicação
b.      Devoção
c.       Determinação
2.       Convite
Pr. Aldenir Araújo